/ Gritos de Minha Alma: Outono de amor

sábado, julho 12, 2008

Outono de amor

Era outono...
As folhas secas e amarelecidas
Amontoavam-se pelo chão,
Formando um macio tapete,
Numa ruazinha arborizada
Daquela cidadezinha do interior,
Onde as pessoas colocavam nas calçadas,
Cadeiras ou bancos, para conversarem...

Um casal idoso chamou-me a atenção...
Cabelos branquinhos como a neve,
Agasalhados com casacos meio gastos,
Sentados num banco, bem juntinhos,
As mãos unidas, se afagando,
Olhando-se com infinita ternura,
Como se só eles existissem,
Únicos, naquela comunhão de amor...

Fiquei por muito tempo ali,
Um pouco afastada e quieta
Para não os perturbar,
Olhando emocionada aqueles dois seres
Que se amavam tanto, que chegavam
Juntos ao final de suas jornadas
Se completando, naquele amor tão puro...

Fiquei então a imaginar
Quando a morte chamasse um deles,
Como o outro sobreviveria, sozinho...
Cheguei à conclusão de que o que ficasse
Estaria em paz, esperando a hora
Em que se encontrariam e estariam juntos,
Amando-se por toda a eternidade...



Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 12/07/2008Código do texto: T1077623


Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

2 Comments:

At quarta-feira, 16 julho, 2008, Anonymous Lucinha said...

Boa tarde Val, que lindo post.. sempre imaginei mesmo isso qdo olhava um casal cheio de amor e cumplicidade, como o outro viveria sozinho, mas a certeza de que se encontrariam amando-se ppor toda eternidade. Parabéns.. beijos carinhosos.

 
At sexta-feira, 18 julho, 2008, Anonymous Lucinha said...

Ola Val. novamente aqui, pra desejar a vc um final de semana cheio de Luz.. gostaria que me autorizasse a postar uma poesia sua. Aguardo resposta.. beijos carinhosos.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home