/ Gritos de Minha Alma: Vento vadio

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Vento vadio



O vento, enlouquecido,
Sopra forte, uivando,
Soltando assovios,
Pedindo passagem
Por entre os prédios,
Altos blocos de concreto
Que empatam
A sua passagem vadia.



Reclama o espaço tomado,
Lembrando, raivoso,
De quando corria solto,
Vindo do mar,
Balançando os coqueirais,
Brincando alegremente,
Soprando a areia branquinha,
Dono e senhor absoluto
Do espaço livre, ao seu redor...


Publicado no Recanto das Letras em 12/01/2010
Código do texto: T2025338
Copyright © jan / 2010
ByValderez de Barros
All rights reserved.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home