/ Gritos de Minha Alma: Botão em flor

sábado, janeiro 29, 2011

Botão em flor




Nasceu mulher, doce criança,
Pequeno botão em flor
Que, antes mesmo de se abrir,
Foi tocado e atrofiado
Por um monstro peçonhento.

Aquele vilão maculou
Sua pureza, sua inocência,
Tirou-lhe a espontaneidade,
Deixando-lhe marcas na alma
Que jamais se apagariam...

Tolheu-lhe a existência,
Deixando-lhe medos
Que lhe inibiriam
E não a deixariam viver
Tudo o que poderia ter vivido.

Aquele ser abjeto tirou-lhe
A infância, a adolescência,
Toda a sua capacidade
De se entregar completamente
À vida, à felicidade, ao amor...

Manchou indelevelmente
Aquele puro botão em flor,
Que poderia ter se tornado
Uma bela rosa, completamente
Desabrochada e feliz.

Copyright @ jan/2011
By Valderez de Barros
All rights reserved.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home