/ Gritos de Minha Alma: Serra grande

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Serra grande




Houve um tempo, quando eu era menina,
Lembro-me bem...de manhãs friorentas,
Quando, lá na serra, eu via a neblina
Caindo, em suaves nuvens cinzentas.


Vestida num camisolão bem quente,
Sentadinha no batente, eu ficava
Vendo meu pai, que as vacas ordenhava,
Enquanto me olhava amorosamente.


Ele trazia no meu canequinho
O leite espumante, morno, docinho,
Que com gosto, eu sorvia lentamente.


Foi bom, quando moramos lá na serra,
Naquela casa branca, em minha terra,
Que eu hei de recordar eternamente.


Copyright © fev / 2010
ByValderez de Barros
All rights reserved.

1 Comments:

At quinta-feira, 11 fevereiro, 2010, Blogger Lou Correia said...

Que alegria, querida Dês!
Chego aqui e encontro mais um soneto teu, parabéns!
Sinto muito orgulho da poetisa que tu és!
Cheiro!
No espaço multicor confetes e serpentinas, nessa nossa vida que, por vezes, "é um carnaval, a gente brinca escondendo a dor"...
Amo-te, tua amigairmã Lou.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home