/ Gritos de Minha Alma: Andando devagar

sábado, outubro 29, 2011

Andando devagar




Já andei saltitante
Por estradas perfumadas de vida,
Onde a luz da juventude

Vestia de brilho e beleza,
Os meus sonhos de menina.

 

Já andei com ânsia de momentos lindos,
De braços dados com a felicidade,
Por estradas cobertas
De pétalas de rosas, cheirosas,
Que reverenciavam a passagem do amor.

 

Hoje ando devagar, medindo passos,
Cuidando para que meus sonhos
Não sejam levados pelo vento,
Para que folhas outonais não obstruam,
No meu anoitecer,
O resto da estrada que me falta percorrer.


Copyright ©nov /2011
By Valderez de Barros
All rights reserved.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home