/ Gritos de Minha Alma: Etéreo voo

sábado, dezembro 28, 2013

Etéreo voo





     
    Voo como uma pequena borboleta
    A sugar lindas flores, e, com beijos,
    Procuro no seu néctar a perfeita,
    pura realização dos meus desejos...

   Desejo de vestir minh'alma nua,
   Desarraigada, frágil e sem sonhos:
   De poesia, do clarão da lua,    
   Da luz das estrelas, de sol risonho.    

   E nesse etéreo voo encantador,

   Sinto a brisa gentil beijar meu rosto,
   Acendendo em meu peito, o coração...

   Um coração que tem sede de amor;

   Que se anima, feliz, e toma gosto,
   Esperando o seu dono, sua paixão.

Copyright © dez2013
By Valderez de Barros

All rights reserved.

2 Comments:

At sábado, 25 janeiro, 2014, Blogger Movimento da Palavra said...

Que soneto lindo, Dês!
Ah, doce poetisa, fizeste-me lembrar nossa querida Arlene, e haja saudades dela e de ti!
Cheiro poético, Lou.

 
At sexta-feira, 31 janeiro, 2014, Blogger Lys said...

Lindo demais, cheio de poesias,sentimentos profundos de uma espera eterna de um grande amor.beijão linda poeta e amiga.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home