/ Gritos de Minha Alma: Amo

terça-feira, novembro 21, 2006

Amo




Ainda que não o veja, eu o SINTO...

Ainda que não me fale, sua voz ESCUTO...

Ainda que tão longe, sinto-o PERTO...

Ainda que seja tarde, QUERO...

Ainda que eu não possa, TEIMO...

Ainda que a realidade me atinja, TENTO...

Ainda que impossível, AMO...


Copyright © 2006
By Valderez de Barros
All rights reserved


2 Comments:

At terça-feira, 21 novembro, 2006, Blogger Lou Correia said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

 
At quarta-feira, 22 novembro, 2006, Blogger Lou Correia said...

Querida Dês!
És mesmo uma caixinha de surpresas: a cada nova postagem,
um poetar aprimorado, fluindo leve, solto, feito água de corredeira...
A essência poética está no teu sangue, minha bela "Flor de Lis", ainda que teimes em dizer que não.
"Amo" está, simplesmente apaixonante, belo em essência e forma poética, digno de ti, bela poetisa!
Orgulhosa demais por ser tua amiga, deixo-te meu desejo de muita luz e inspiração e o meu costumeiro cheiro de flor azul, ainda que meio despetalada..

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home