/ Gritos de Minha Alma: Mamãe, eu te amo! (reedição)

sábado, maio 08, 2010

Mamãe, eu te amo! (reedição)



Mamãe, lembro-me de ti
ainda bastante jovem
a cantar feito um rouxinol,
com tua voz cristalina,
acompanhada ao violão
pelo meu saudoso pai...
Ainda tenho na retina
as imagens das serenatas,
na nossa terrinha,
quando ainda não havia luz elétrica...
.
Eu, ainda menina,
seguia a ti e ao meu pai
em noites de lua cheia,
juntamente com outras pessoas
que se juntavam a nós,
embevecidos com tua voz
que se ouvia ao longe...!
.
Ah, tempos bons, mamãe...!
Sei que lembras também com saudade
daqueles momentos, porque
quando vou te visitar ou passar
alguns dias contigo fazendo-te companhia,
ficamos relembrando juntas
e sinto o quanto te emocionas...
.
És uma mãe como poucas...
Cuidaste de teus seis filhos com o carinho
e o zelo de uma mãe devotada...
Deste-nos todo o amor do mundo
e ainda dás, nos teus noventa e seis anos,
dos quais, quase setenta e três
vividos ao lado do teu grande amor...
.
Como era lindo o amor de vocês...!
Como o papai te segurava as mãos
de uma maneira tão doce, com tanto amor
e te beijava as mãos e o rosto
sempre que se aproximava de ti,
que retribuias com o mesmo amor,
com a mesma devoção...
.
O tempo passava
e o amor de vocês crescia com ele...
Lembro-me de que, quando via os dois
sentados juntinhos e se acariciando,
sentia uma inveja, no bom sentido, é claro,
porque era um amor assim
que eu queria para mim...
.
Minha doce mãezinha,
quero te parabenizar
pela mulher batalhadora,
pela esposa, filha, avó, bisavó
e pela mãe maravilhosa que és.
Eu te amo, mamãe
!


Copyright © mai/2007

By Valderez de Barros

All rights reserved.

4 Comments:

At segunda-feira, 10 maio, 2010, Blogger Lys said...

Querida Dês,
Que lindo poema fizeste para homenagear essa doce e linda mãe.Como é bom ainda sentir esse amor de pertinho e poder dizê-lo não só em verso e prosa.Sem falar que a foto está linda!Parabéns! Mais uma vez você foi feliz ao escrever.
Beijos, Lys

 
At segunda-feira, 17 maio, 2010, Blogger Sylvia Rosa said...

As mães são sempre admiráveis, umas mais outras menos amadas, Feliz da sua mãe ver isso aqui e sentir seu carinho, minha amiga.
Bj e Boa noite.

 
At segunda-feira, 28 junho, 2010, Blogger VEREDAS, por Marluce said...

Tanta beleza no poema escrito à mãe,tanta ternura na fotografia, tanta certeza que o amor de mãe é impatível!
LINDO!

Parabéns pelo postado!

 
At segunda-feira, 28 junho, 2010, Blogger VEREDAS, por Marluce said...

Tanta beleza no poema escrito à mãe,tanta ternura na fotografia, tanta certeza que o amor de mãe é impatível!
LINDO!

Parabéns pelo postado!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home