/ Gritos de Minha Alma: Dezembro 2014

sábado, dezembro 06, 2014

Perdão, Deus!




Perdão, meu Deus,
Pelas minhas lamentações!
Por reclamar da minha solidão,
Quando vivo rodeada
Daqueles que me amam
E a quem amo também!

Perdão, meu Deus,
Por ficar triste
Com coisas tão pequenas,
Quando existem irmãos
Maltratados pela fome, pela sede,
Pela miséria total que os cercam!

Meu Deus, dai força e conformação
Aos nossos irmãos abandonados,
Que suplicam por ajuda, por um pedaço de pão!
Mitiga as dores dos povos aniquilados pelas guerras,
Pela insensatez de homens sem coração!



Perdão, Deus, pelo meu egoísmo!

Copyright © dez2014
By Valderez de Barros
All rights reserved.



Eu e o tempo







Meu tempo está cada vez mais curto.
A vida vai passando rapidamente por mim...
E eu a deixo passar, sem reagir,
Olhando para o deserto sem fim,
onde só vejo aridez, solidão...
Queria tanto voltar a ser o que sempre fui!

Mas, sinto-me perdida, tonta, sem destino,
Vagando por lugares estranhos e escuros,
Caminhando sozinha, sentindo um vazio 
Em minh'alma, que declina, sufoca,
Soluça, chora lágrimas sentidas,
Com gosto de solidão e de saudade.

Copyright © dez2014
By Valderez de Barros
All rights reserved.


terça-feira, dezembro 02, 2014

Prisão da alma



Prisão da alma 

 ( Reflexões )



Vivo meio perdida, ultimamente.
Pensamentos estranhos veem à minha cabeça.
Começo a sentir que,
Se eu não me ajudar
A sair dessa prisão da minha alma,
Dessa minha solidão,
Ninguém mais pode fazê-lo.
Só eu mesma tenho que sair,
Com uma coragem que teima em não chegar
Pra me empurrar pra fora dela.
Sinto-me muito isolada.
Sei que tenho de voltar a sair,
Ver gente, ouvir música,
Sentir um pouco do sabor da vida,
Que está cada vez mais distante de mim.
Sinto uma falta imensa de passear,
De caminhar no calçadão da praia,
Ver a lua refletida no mar...
Ah, o mar...! 
Sei que estou longe de saber aproveitar a vida
Com toda a beleza e plenitude 
Que ela merece ser vivida.
Tenho que olhar muito mais além... 
E sorrir!!! E viver!!!


Copyright © dez2014
By Valderez de Barros
All rights reserved.