/ Gritos de Minha Alma: Julho 2008

domingo, julho 27, 2008

Calando o amor...







Quando a alma silencia,
a dor,
em prantos,
derrama-se em nosso peito
vazio
de uma palavra de amor,
de um carinho
daquele que amamos...



E um grito abafado
cala no coração
o amor
que ali
continua intacto,
querendo se mostrar,
mesmo que sofrido!!!

Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 27/07/2008Código do texto: T1100041

quinta-feira, julho 24, 2008

Menina-mulher




Esta noite eu não quero ter
Nenhum outro pensamento...!
Vou encostar a cabeça
No meu travesseiro,
Fechar os olhos e sonhar...
.
Sonhar que sou
Aquela menina-mulher,
Que com os longos cabelos negros
E seus grandes olhos verdes,
Vivia a brincar, a sorrir, a cantar...
.
Que com a suavidade dos seus gestos,
A doçura do seu coração, cativava amigos e amigas...
Que na inocência da sua alma adolescente,
Não percebia que despertava
Olhares tímidos...ou indecentes...
.
Ah, época boa, aquela...!
Como é bom viajar no tempo
E reviver as emoções tão puras
De uma idade em que tudo era lindo,
Tudo era novo e cheirava a rosas e jasmins...
.
Hoje o perfume daquele tempo
Ainda está bem forte dentro de mim...
Hoje há uma parte do meu coração
Que ainda guarda a ingenuidade
Daquela menina-mulher, numa época da minha vida
Em que os sonhos tinham sabor de inocência...
.
A nostalgia veio e ficou...
Uma lágrima quente
Escorre pela minha face já quase sem brilho...
Ah, saudade doída, mas gostosa, que chega
Embalada por doces lembranças...!
Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

segunda-feira, julho 21, 2008

Na tua boca...





Na maciez da tua boca
Quero sentir a doçura
Do néctar que dela sugo,
Com a avidez de quem
Deseja matar a sede...

Quero nela roçar meus lábios
Com a suavidade de uma pluma...
Com a delicadeza de quem
Tem na alma um amor
Maior que tudo...

Na maciez da tua boca
Quero sentir o toque
Morno e úmido da tua língua,
Que se enroscando na minha,
Pede, exige, mais e mais...

Quero beber nela o amor e o desejo
Que aos poucos pede para ser saciado...
Quero me perder no seu gosto,
Navegar na sua sedução...
Na tua boca, quero morrer de paixão...

Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sexta-feira, julho 18, 2008

Sem inspiração...



Não tenho inspiração

quando meu coração

está murcho,

despovoado daquele

que o preencheria

e o faria

se encher de alegria,

de paixão,

de felicidade...

Daquele que

o faria elevar-se

nesse sublime

sentimento

chamado AMOR,

que une dois seres

...num só...

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 07/05/2008Código do texto: T978997
Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sábado, julho 12, 2008

Outono de amor

Era outono...
As folhas secas e amarelecidas
Amontoavam-se pelo chão,
Formando um macio tapete,
Numa ruazinha arborizada
Daquela cidadezinha do interior,
Onde as pessoas colocavam nas calçadas,
Cadeiras ou bancos, para conversarem...

Um casal idoso chamou-me a atenção...
Cabelos branquinhos como a neve,
Agasalhados com casacos meio gastos,
Sentados num banco, bem juntinhos,
As mãos unidas, se afagando,
Olhando-se com infinita ternura,
Como se só eles existissem,
Únicos, naquela comunhão de amor...

Fiquei por muito tempo ali,
Um pouco afastada e quieta
Para não os perturbar,
Olhando emocionada aqueles dois seres
Que se amavam tanto, que chegavam
Juntos ao final de suas jornadas
Se completando, naquele amor tão puro...

Fiquei então a imaginar
Quando a morte chamasse um deles,
Como o outro sobreviveria, sozinho...
Cheguei à conclusão de que o que ficasse
Estaria em paz, esperando a hora
Em que se encontrariam e estariam juntos,
Amando-se por toda a eternidade...



Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 12/07/2008Código do texto: T1077623


Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, julho 01, 2008

Parcerias do Recanto - de PCoelho










.....Valderez de Barros.....( - De PCoelho - )


V - ou cantando em meus versos
A - s margens do meu Recanto
L - igando por pontes, sentimentos
D - e amor, ternuras e saudades
E - screvendo com amigos poetas, poetisas
R - eeditando histórias, sentimentos bons, carinhos
E - nvoltos num só pensamento, no
Z - elo e apreço que temos.


D - uplix, Triplix, Multiplix vamos escrevendo
E - m todos, procuro com harmonia agregar poesia


B - elezas em versos de diversos autores, na parceria
A - lgo que marque com alegria fazendo valer a pena.
R - imas amigas, ricas amigas, amigos que pelo
R - ecanto afora vou fazendo.Singelas homenagens como
O - s Duplix que já fiz com:SOZINHA NA ESTRADA de(Maria Thereza Neves)
S - OLIDÃO de(Mena), AMANTES do(Jamaveira)e o VENTO da Ledalge)
.
.
P - AIXÃO da (Ana Joaquina), CHATICES da (Bárbara Dinamene)
A - MAR com(Rosana Buarque), SONHAR CONTIGO (Sandra Lúcia), num
R - aro Duplix com (Denise Severgnini), DESNUDA-TE (Rosane Coelho)
C - APTURA-ME EM TUA ALMA (Ilze Soares), SETE de (Fátima Batista)
E - U TE AMO (Wainy), ESTRELA QUE ME SEDUZ (Valderez de Barros)
I - sabel Perez, dupliquei o (BEIJO), com Xân Thomazine (ORGASMO DE NÓS
...DOIS)
R - imas encaixadas, entrelaçadas na vontade do sentir, envolvem
A - s poesias quando colocados lado a lado ao QUERO da (Lucibei),
..
.
P _ INGOS DE PRATA (Ângela Conde), DOCE ARFAR (Dama de Negro).e o
R - elógio poético não pára, não pode parar nunca...E, sigo
E - screvendo um Triplix com a MONALISA do (Ronaldo Honório)....
F - ACE A FACE dupliquei (Pedro Cardoso), (NINA), (JATOBÉ), e
.....HENRICABILIO)
E _ multipliquei (Dama de Negro), (Calaf) e (MariSais).
R _ imas em:ETERNA CUMPLIDIDADE (Valderez de Barros), deram-.me
I - mpressionantes alegrias.Ao meu amor posso tudo! Na ternura de um
....instante
D - e um beijo estonteante.Na cumplicidade deste momento...Termino
A - gradecendo todos os outros parceiros que, ofertaram-me tantos
.....encantamentos.
.

Emocionadíssima, agradeço ao meu querido amigo PCoelho, pela homenagem em forma deste belo e harmonioso acróstico, onde ele homenageia também ilustres poetas e poetisas do Recanto das Letras.
Paulo, és um grande poeta, um maravilhoso amigo, e ocupas um lugar muito especial no meu coração.

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 07/05/2008Código do texto: T978400
Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Preciso ousar...!



Se essa terrível timidez
Que mora em mim fosse embora
E os meus sonhos de amor
Se transformassem em realidade...
Como seria diferente o meu viver...!

Se você chegasse em minha vida
E eu lhe reconhecesse...!
Mas, como poderei
Lhe reconhecer, se nem olho
À minha volta por onde ando...!

Se, de tão tímida,
Quando alguém me olha
Eu tiro logo a vista
E naquela direção
Não olho mais...!

Preciso, urgentemente,
Aprender a namorar...!
Aprender a ser ousada...!
A criar coragem de me aproximar
De você e lhe conquistar...!


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 05/04/2008Código do texto: T933145
Copyright © jul / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.