/ Gritos de Minha Alma: Março 2008

sexta-feira, março 21, 2008

Dueto - ETERNA CUMPLICIDADE ( clipe ) PCoelho e Valderez de Barros - Edição: Derinha Rocha






Meus queridos amigos e amigas, estou deixando aqui o clipe feito deste dueto pela minha filha Derinha!!! Espero que gostem!!!
Um terno e carinhoso abraço em cada um de vocês!!!







http://br.youtube.com/watch?v=vJmQu7A1q_Y






(Copie o linque e cole na barra de endereços.Quando abrir no youtube, deixe-o passar a primeira vez, que é lenta e muito falha, para vê-lo completo, sem interrupção, na segunda vez).

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, março 18, 2008

Suspiros de amor



Dividir o meu sonho de amor contigo,
Sentir o pulsar do teu coração
Bem juntinho ao meu...
Ah, só em pensar nisso,
Estremeço de emoção...

Quando de ti me aproximo,
Cerro um pouco os meus olhos,
Tentando ocultar o que eles
Não podem esconder:
O quanto te amo...

Tento dizer a mim mesma
Que esse amor é irreal,
Mas, sinto-o na pulsação
Do meu apaixonado coração...

Sinto-o palpitante
Em cada parte do meu corpo,
Que implora, em suspiros,
Um pouco do teu amor...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.
Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 16/03/2008Código do texto: T903941

segunda-feira, março 17, 2008

Caminhando sozinha...



Caminho sozinha,
Tentando agasalhar
O frio de minh'alma
No amor das pessoas
Que me rodeiam;
Na música e na poesia,
Que fazem parte de mim;
No sorriso
De uma criança;
Na companhia
De um amigo ou amiga;
Na felicidade
Dos meus familiares...

Caminho sozinha,
Sem você, que
Pacientemente espero...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 16/03/2008Código do texto: T903989

quarta-feira, março 12, 2008

Sonhos destroçados



Como é difícil
conviver
com tantos sonhos
destroçados,
não realizados,
que foram
tão fortemente
desejados...

Como é frustrante
ver a vida
chegando ao fim,
sem conseguir
o que ainda
anseio e tenho
esperança
de encontrar...

Como fico triste
vendo a vida
se perdendo
dentro de mim,
esvaindo-se
num vazio,
numa dor
que não tem fim...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 07/11/2007Código do texto: T727784

É impossível...



É impossível não te amar,
Quando me olhas desse jeito,
Como se não houvesse
Mais ninguém no mundo
Além de nós dois...

Quando sei o quanto
Somos importantes
Um para o outro...
O quanto de amor
Sinto por ti...

É impossível não sentir
Essa emoção, essa força
Que nos atrai um para o outro...
Essa magia que nos envolve
Quando nos acariciamos...

É impossível não te amar,
Quando sinto nosso amor
Se derramando nesse fogo
Que incendeia nossos corpos,
Sempre que nos tocamos...

Quando sei que és
A razão da minha vida,
Da minha felicidade,
Da minha saudade...

És o meu mundo,
Meu sonho lindo, meu sorriso,
Minha mais doce canção,
A alegria do meu coração...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.
Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 17/10/2007Código do texto: T698173

terça-feira, março 11, 2008

A doçura de um beijo...




Senti o roçar de uma rosa
Nos meus lábios
E, na suavidade perfumada
Desse toque, lembrei
Da maciez da tua boca...
Dos teus beijos de amor...

Lembrei das minhas noites
Sem sono, vazias de ti...
Do teu toque no meu corpo,
Que me incendiava de desejo,
Que me queimava, no ardor
Com que me possuias...

Ah, Saudade!!!
Chegas devagar, com o gosto
De um doce beijo,
Cresces dentro do meu peito
E uma lágrima teimosa,
Desce pelo meu rosto...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 11/03/2008Código do texto: T897029

sábado, março 08, 2008

Sonho que mora em mim...



Queria estar com você,
Enxugar sua lágrima,
Beber seu sorriso,
Respirar seu cheiro...

Queria ser seu calor,
Chuva molhando seu rosto,
Descendo pelo seu corpo,
Lhe acariciando...

Queria ser seu acordar,
Seu adormecer sereno,
A brisa que beija seu rosto,
Que eu tanto amo...

Queria embalar seu sono,
Ser seu travesseiro,
Seu cobertor, seu sonho,
Queria ser o seu amor...

Ah, como amo você,
Sonho que mora em mim...!!!

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 05/10/2007Código do texto: T682202

Amor / Amizade virtual




Aqui, nessa telinha,

Palavras vão,

Palavras vêm...

Carinhos vão,

Carinhos vêm...

E nesse vai-e-vem,

Corações carentes,

Molengas e desatentos,

Já não sabem

O que lhes convém.
Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 08/06/2007Código do texto: T519015

sexta-feira, março 07, 2008

Sufocando a dor...



Ah, essa vontade de chorar
Me queimando o peito...!
Ah, essa vontade de criar asas
E voar, voar, até te encontrar,
Acabar com a minha solidão
E viver...sorrir...amar...!


Ah, essa dor que me corrói a alma...!
Essa agonia em meu coração sozinho
E desejoso de um carinho...!
De alguém que me abrace apertado,
Que me prenda forte em seus braços,
Me embale em seu peito, que me ame...!


Mas, se nessa vida
Não fui feliz no amor;
Se do amor tive tão pouco;
Só me resta esta dor sufocar
E com a solidão me conformar...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 07/03/2008Código do texto: T891693

O que resta de mim...





Hoje, o que resta de mim,.
Está tão desgastado,
Tão desencontrado,
Que me custa tentar
Juntar os pedaços...
.
Hoje, o que me resta
Está quase naufragado
No mar de uma existência
Mutilada e sufocada
Que vivi, perdida de mim...
.
Hoje, só me resta
Tentar emergir desse mar...
Tentar me agarrar à esperança
De renascer para o amor
E me reencontrar...

Copyright © mar / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.