/ Gritos de Minha Alma: Outubro 2012

quinta-feira, outubro 25, 2012

Lágrimas de saudade





 
Quando não existe 
uma esperança 
De encontrarmos alguém
A  quem amamos 
Com tamanha intensidade,
Mas, que está longe, 
Nos deixou, se foi, partiu,
A dor dilacera o coração
Até quase nos sufocar,
Soterrando os sonhos,
Consumindo a alma,
Desmanchando-se em lágrimas
De saudade...e de perdão.

Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.

domingo, outubro 14, 2012

Versos para ti





Quero que teu riso
Brote em cascata
Da profundeza de tua alma,
Livre, em gargalhadas.

Que o teu sorriso
Seja sempre aberto,
Um perolado reflexo
Da tua beleza interior.

Que a alegria e a felicidade
Sejam tuas companheiras;
Que tua luz não se apague nunca.

Que possas ter sempre muito amor
A derramar-se ao teu redor,
Através do brilho dos teus olhos.




Dedico este poema a todas as pessoas por quem tenho muito amor e carinho, e que demonstram o mesmo sentimento por mim.


Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.

segunda-feira, outubro 01, 2012

Por quê...?



   

Por que minh'alma é assim triste, carente?
Por que me pesa tanto, a solidão?
Por que o amor que sinto em mim, ardente,
Não encontra eco num outro coração?


Por que é tão difícil de encontrar
Minha alma gêmea, minha outra metade
Que tanto almejo, para completar
Minha vida, minha felicidade?
 


Por que deixo o tempo se adiantar,
E não o impeço de me ultrapassar,
Correndo, bem rápido, à sua frente?
 

Por que esse marasmo tão deprimente,
Se há tanta vida em mim, presa, latente,
Querendo vir à tona, se mostrar...?


Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.