/ Gritos de Minha Alma: Outubro 2012

quinta-feira, outubro 25, 2012

Lágrimas de saudade/





 
Quando não existe 
uma esperança 
De encontrarmos alguém
A  quem amamos 
Com tamanha intensidade,
Mas, que está longe, 
Nos deixou, se foi, partiu,
A dor dilacera o coração
Até quase nos sufocar,
Soterrando os sonhos,
Consumindo a alma,
Desmanchando-se em lágrimas
De saudade...e de perdão.

Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.

domingo, outubro 14, 2012

Versos para ti /





Quero que teu riso
Brote em cascata
Da profundeza de tua alma,
Livre, em gargalhadas.

Que o teu sorriso
Seja sempre aberto,
Um perolado reflexo
Da tua beleza interior.

Que a alegria e a felicidade
Sejam tuas companheiras;
Que tua luz não se apague nunca.

Que possas ter sempre muito amor
A derramar-se ao teu redor,
Através do brilho dos teus olhos.




Dedico este poema a todas as pessoas por quem tenho muito amor e carinho, e que demonstram o mesmo sentimento por mim.


Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.

segunda-feira, outubro 01, 2012

Por quê...? /



   

Por que minh'alma é assim triste, carente?
Por que me pesa tanto, a solidão?
Por que o amor que sinto em mim, ardente,
Não encontra eco num outro coração?


Por que é tão difícil de encontrar
Minha alma gêmea, a outra metade
Que tanto almejo, para completar
Minha vida, minha felicidade?
 


Por que deixo o tempo se adiantar,
E não o impeço de me ultrapassar,
Correndo, bem rápido, à sua frente?
 

Por que esse marasmo deprimente,
Se há tanta vida em mim, presa, latente,
Querendo vir à tona, se mostrar...?


Copyright ©out /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.