/ Gritos de Minha Alma: Maio 2008

terça-feira, maio 27, 2008

A esperança em mim...



Tenho que afastar de mim
Essa vontade de chorar,
Quando volto a mim
Dos meus devaneios...
.
Quando desperto deles
E sinto um aperto no coração,
Porque tenho a solidão
A torturar minhas noites...
.
Solidão que às vezes
Me esmaga com o seu peso...
Que só não me sufoca,
Porque a esperança em mim
Ainda é mais forte
Do que ela...
Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved
.

quarta-feira, maio 21, 2008

Quem é você...?




Quem é você,
Que vejo
Num rastro de luz
Riscando o céu,
Estrela cadente
Que me ofusca,
Me seduz...?
.
Que em minha cama
Sinto cobrir meu corpo,
Possuir-me com ardor,
Depois me fazer adormecer,
Murmurando ao meu ouvido
Palavras de amor...?
.
Quem é você,
Que preenche
Os vazios
De minh'alma,
Invade meu coração,
Sem sequer
Lhe conhecer...?
.
Linda imagem
Que enfeita
Meus sonhos,
Não sei quem é você, mas
Sei que me faz acreditar
Que não é tarde
Para amar...
Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

domingo, maio 18, 2008

Tudo passou...





Tenho momentos só meus,
Onde sinto dificuldade
Em voltar à tona
De um mergulho profundo
Dentro do meu ser...

Mas, minha alegria de viver
Puxa-me de volta
E respiro aliviada,
Ao perceber
Que tudo passou...

Ao me dar conta
De que a vida continua,
De que devo seguir em frente
E ver tudo o que há de belo
À minha volta
...e amar muito...!


Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 17/05/2008Código do texto: T994061
Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

quinta-feira, maio 08, 2008

AMOR DE MÃE...




Mãe...
Uma doce palavra
Tão pequenina,
Mas que exprime
Tanta grandeza...

Mãe...
Que sorri e brinca
Com seu filho pequenino...
Que passa noites em claro,
Cuidando-o quando doente...

Que vê o filho adulto,
Mas sempre acha,
No seu coração,
Que ele ainda é
O seu pequenino tesouro...

Mãe...
Que vê a noite chegar
E não tem nem um pedaço de pão
Para dar ao seu filhinho,
Que chora de fome...

Que o vê,
Em noites de inverno,
Tremer de frio
Sem um agasalho,
Às vezes até nu...
.
Mãe...
Que prefere
Sentir todas as dores
Que o seu filho amado
Tenha que passar...

Que chora
Pelo filho perdido,
Que enveredou pelo
Caminho das drogas
E não tem mais retorno...

Mãe...
Tuas lágrimas são benditas,
Porque são vertidas
Por amor ao filho
Que saiu das tuas entranhas...

A quem dás o amor
Mais puro e mais sublime......
O AMOR DE MÃE...

Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


quinta-feira, maio 01, 2008

Frases



Dores e Alegrias... - Frase - IV


Adormecendo dores, espalhando amor e alegria...assim vivo os meus dias...

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 03/06/2007Código do texto: T512203
Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.


*************************************************************************************

Voz do Coração... - Frase - III


Meu coração falou tão alto, que te assustou...e fugiste de mim...

Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 31/05/2007Código do texto: T507822


Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Frases



Indiferença - Frase - I

Nada nos fere mais do que o silêncio e a indiferença da pessoa amada.
.
Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 02/05/2007Código do texto: T471625
.
.Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.

**************************************************************************************************************

Saudade... - Frase - II

Tristeza...lágrimas...tortura da solidão e da saudade...
.
Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 05/05/2007Código do texto: T476052
.
. Copyright © mai / 2008
By Valderez de Barros
All rights reserved.