/ Gritos de Minha Alma: Maio 2009

terça-feira, maio 19, 2009

Primeiro soneto





Com cuidado e com carinho,
Meu soneto vou tecendo;
Ele é complicadinho,
Mas, devagar, vou fazendo.
.
Sou poetisa sem rima,
Em versos livres passeio,
Com a emoção que germina
Em minh'alma, sem receio.

No meu soneto primeiro,
Que não seja o derradeiro,
Não quero decepcionar.
.
Se tomar gosto, prometo!
Com prazer e muito jeito,
Sempre mais me aprimorar!

Copyright © mai / 2009
By Valderez de Barros
All rights reserved.

segunda-feira, maio 11, 2009

Meu Primeiro Amor



Esperei o meu primeiro amor, e ele chegou...
no bigodinho fino, muito usado na época;
na boca bem delineada e carnuda, na voz profunda,
nos olhos castanhos e aveludados, que,
quando encontravam os meus, provocavam-me emoções
jamais sentidas pela minh'alma, que nunca houvera conhecido
essa sensação maravilhosa do amor nascendo...

Nasceu e cresceu dentro do meu peito;
agigantou-se e me fez sonhar com alguém real,
que eu via e procurava avidamente
em todos os lugares onde ia...
Ele, quase dez anos mais velho do que eu,
homem relativamente já bastante vivido,
muito amigo dos meus pais e dos meus irmãos...


Aquela figura que já era tudo para mim,
na véspera do meu aniversário de dezessete anos,
perguntou se eu queria ficar sua noiva...
Eu, extremamente tímida,
quase emudecida...aceitei...
Então ele me disse pra avisar ao papai,
que iria me pedir em casamento no dia seguinte.


Entrei em casa esbaforida
e contei logo à mamãe,
que era minha confidente...
E naquela noite, quase não dormi...

Copyright © mai / 2009
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Se...






Se eu pudesse não mais sonhar...!
Se eu pudesse tirar do meu peito
A tristeza, a dor da solidão...
Quem sabe, sossegaria meu coração...!


Se eu pudesse fazer adormecer
A vontade que tenho de te encontrar...
Quem sabe aliviaria essa dor
Da minh'alma carente de amor...!


Se eu pudesse esquecer
A minha fantasia de um dia
Ver-te ao meu lado, ao acordar,
Sorrindo feliz, a me beijar...!


Ah, se eu pudesse esquecer...!


Publicado no Recanto das Letras em 25/04/2009
Código do texto: T1559008
Copyright © mai / 2009
By Valderez de Barros
All rights reserved.