/ Gritos de Minha Alma: Novembro 2012

terça-feira, novembro 27, 2012

Sou...mulher





Não sou a água, que desliza serena
Por rios e riachos rumorejantes,
Mas, sou pura fonte de amor, perene,
Que mata a sede a um coração amante.

Não sou fogo em brasa, que queima e aquece,
Mas, sou a chama ardente de uma paixão,  
Que incendeia a alma,  e jamais se esquece;
Que em delírio, foge à luz da razão. 

Não sou o sol, que dá luz e vida a tudo,
Mas, sou o simples e humilde receptáculo
Que a reproduz, por vontade de Deus.

Não sou a lua, que clareia a mãe terra,
Mas, sou luz que no peito abriga e encerra,
O brilho do amor pelos filhos meus.

Copyright ©nov /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.
 
Copyright ©nov /2012 By Valderez de Barros All rights reserved.hospedagem de site barato

domingo, novembro 11, 2012

Minha idade...





A idade se mostra no meu corpo,
Em meu rosto, onde rugas aparecem
Com marcas de alegrias, de desgostos,
Pelas coisas boas ou más que vivi,
E que nunca esquecerei.

A idade me deu a exata noção
Do quanto me sinto realizada
Como mãe, avó, bisavó;
Como uma mulher que muito amou,
Que aprendeu a aceitar a pessoa amada
Com seus erros e defeitos ...

Só não me fez entender, como posso
Continuar com um coração tão irrequieto,
Confiante, plenamente adolescente,
Eternamente apaixonad
Pelo amor, pela vida.

Copyright ©nov /2012
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Copyright ©out /2012 By Valderez de Barros All rights reserved.hospedagem de site
Copyright ©out /2012 By Valderez de Barros All rights reserved.hospedagem de site