/ Gritos de Minha Alma: Junho 2007

segunda-feira, junho 25, 2007

Quero te ver feliz...!





Cai uma chuva fininha...!
Seus delicados
E frios pingos,
Misturam-se
Com as lágrimas
Mornas e abundantes,
Que descem
Pelo meu rosto...


Imagino-te
Olhando e sentindo
Essa mesma chuva,
Lembrando-te de
Outros amores,
Sem saber que
Existe alguém
Que pensa tanto em ti,
Te ama tanto,
Que só quer
Te ver sorrindo,
Te ver feliz...!

.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sábado, junho 23, 2007

Minha Noite de São João Inesquecível



Não tenho só uma noite de São João inesquecível,
tenho um monte delas, todas comemoradas
com muita alegria e animação.
Na minha terra natal, Paulo Jacinto,
cidadezinha do interior de Alagoas,
quase sempre, na noite de São João
chuviscava um pouco, enquanto as pessoas acendiam as fogueiras, umedecendo um pano velho com querosene,
colocando pedaços de papel por cima do pano
e ainda alguns gravetos secos, para que o fogo acendesse logo.
Quando a madeira estava um pouco verdosa,
o trabalho era grande, a fumaça era terrível,
mas, ficávamos ali, tentando atear aquele fogo
com um abano de palha , soprando, fazendo de tudo,
até a labareda crescer e aquecer a madeira.
Então, era aquele fogaréu!
Quando já tinha bastante brasa,
íamos assar o milho verde, gostoso, docinho,
tirado do pé naquele mesmo dia .
Gostávamos muito de assá-lo com um pouco da palha
e ficava delicioso, como se tivesse sido cozinhado.
Sempre havia alguma amiguinha das minhas filhas,
que queriam me tomar para madrinha
e ficávamos, uma de cada lado da fogueira,
segurando-nos as mãos e a afilhada dizia assim:
"Santo Antônio disse, São Pedro afirmou,
que você vai ser minha madrinha, que São João mandou".
Não sei se as palavras estão certas,
porque tem muito tempo e a memória me falha.
Mas, dizíamos isso e pulávamos a fogueira,
uma para o lado da outra, três vezes.
Terminado esse ritual, a afilhada pedia a bênção à madrinha.
Tenho muitas afilhadas e afilhados de São João.
Havia também um sanfoneiro, "sêo" Júlio Vaqueiro,
que animava as danças. Naquele tempo,
não se dizia: vamos ao baile! Dizia-se: vamos pra "dança",
que se fazia num grande salão,
onde se dançava xote, forró, baião,etc.
E lá pras tantas, todo mundo se animava
pra dançar a quadrilha, que era indispensável num São João.
Os homens procuravam suas damas
e a quadrilha rolava até tarde,
com todas as reviravoltas características daquela dança.
Eram assim as minhas noites de São João,
até que vim morar na capital e elas ficaram, inesquecíveis,
nas minhas mais doces lembranças.


Esse texto será publicado no jornal eletrônico "Timbafest" de Timbaúba-PE, no dia 25/06/2007, na coluna sócio-cultural de Daslan Melo Lima.
.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sexta-feira, junho 22, 2007

Sombra // de amor // que me fascina



Na sombra da paixão // você me ilumina // suavemente...
.
descanso meu querer, meu tesão // nos meus desejos insanos,// nesse amor que me fascina
.
... e tudo mais que sinto por você! // Entregando meu coração,// Eternizando nossos momentos...
.
.
.
.
Autor:PCoelho- (Sombra)
Duplix:Elliana Alves- (De amor)
Triplix:Valderez de Barros- (Que me fascina)
.
.
..
Valderez de Barros
Publicado no Recanto das Letras em 22/06/2007
Código do texto: T536264
.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

quarta-feira, junho 20, 2007

Vai embora, tristeza...!





Vai, tristeza, vai embora...!

Já não suporto tanta agonia...!

Arranca do meu peito

Esse amor, essa saudade...!

Leva pra longe de mim...!

Quero paz para o meu coração,

Já tão maltratado pela solidão...


.

Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, junho 19, 2007

Nas Entrelinhas...


.
Ouça meu coração...!
.
Leia nas entrelinhas
.
Com os olhos da alma
.
E sinta a força
.
De cada palavra minha...
.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sábado, junho 16, 2007

Fugindo de mim




Hoje eu quero fugir de mim,

Para poder suportar

A dor de viver sem ti,

Um amor que é só meu,

Uma ilusão que é só minha...
.
Hoje eu quero fugir de mim,
Esquecer que o meu amor
Só existe nos meus
Sonhos mais lindos,
Na minha imaginação...
.
Hoje eu quero fugir de mim,
Pra não lembrar de que
Continuo caminhando sozinha,
Sem esperança de te encontrar...
.
Hoje eu quero fugir de mim,
Pra ver se meu coração
Deixa de sofrer e se recolhe
Dentro de si mesmo...
.
Mas, ao dormir, não resisto...!
Quero de novo sonhar contigo,
Meu amor escondido e fugidio,
Que se perdeu no tempo...

.

Copyright © jun /2007

By Valderez de Barros

All rights reserved.


quinta-feira, junho 14, 2007

Alma em festa




Abri uma porta

Do meu coração,

Aquela que é reservada

Para um amor especial

E te acolhi ali...

.


Invadiste aquele canto,

Preencheste todos os recantos,

Como água que se infiltra

Em todos os espaços

Por onde passa, sem deixar

Nenhuma brecha desocupada...

.


Meu coração

Vibrou de alegria,

Minha alma fez uma festa,

Ficou leve e feliz,

Porque és tudo

O que eu sempre quis...

.


Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Dá-me...





Dá-me a luz do teu olhar,
Que minh'alma ilumina...!
A melodia da tua voz,
Que aos meus ouvidos soa divina...!

.
Dá-me a paz do teu sorriso,
Que me contamina e acalma...!
O aconchego dos teus braços,
Onde me sinto segura e amada...!

.
Dá-me o sabor da tua boca,
Que adoça o meu viver...!
A suavidade das tuas carícias,
Que me incendeiam, me dão prazer...!

.
Dá-me o fogo da tua paixão,
Que acelera o meu coração...!
Do teu corpo quero o calor...
Dá-me o teu amor...!
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, junho 12, 2007

Feliz Dia dos Namorados!!!


.
Hoje é o Dia dos Namorados
e tenho uma mensagem
pra todos os que amam...
.
Aos que estão felizes
ao lado do ser amado,
digo que amem com toda a força
dos seus corações, mas,
demonstrem esse amor,
alimentem esse amor
de todas as formas que puderem,
principalmente dizendo
sempre: "eu te amo"!!!
sem vergonha, sem medo,
porque essa é a frase
mais bela que existe...
.
Aos que amam de longe,
digo que vençam esse espaço
sempre que puderem, porque
quando o amor é verdadeiro,
supera todas as distâncias
e todos os obstáculos...
.
Aos que amam sozinhos,
digo que lutem por esse amor,
pra não se arrependerem mais tarde
de não haverem tentado conquistá-lo.
Mas, se é um amor impossível,
se não vale a pena,
melhor é encarar a realidade
de frente e procurar esquecê-lo...
.
Aos que estão sozinhos,
com o coração desocupado,
digo que sonhem,
que tenham a esperança
de encontrar sua alma gêmea,
porque o sonho
é o caminho que leva
às realizações,
ao amor e à felicidade.
.
Feliz Dia dos Namorados!!!
.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

domingo, junho 10, 2007

Assim é o nosso amor...


Amamo-nos com a suavidade
das águas de um rio
que desliza sereno em seu leito, mas,
lá adiante, se transforma numa cachoeira,
caindo com toda sua força e beleza,
num torvelinho de revoltas águas,
pra logo depois continuar
tranqüilo, a sua trajetória...
.
Assim somos nós dois...
Quando nos encontramos,
a paixão arrebenta, as emoções afluem,
nossos corpos se cruzam apaixonadamente,
num desenfreado e convulsivo bailado de amor,
ansiosos por se completarem,
fundindo-se num só, até o último passo
dessa dança frenética e envolvente,
quando descansamos nossos corpos
na paz em que os sentidos repousam..
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, junho 05, 2007

Redescobrindo-me...



Vou caminhar

Por verdes campos,

Sentindo em meu rosto

A brisa perfumada

Espalhada pelo ar...

Vou me despir

De roupas e tristezas,

Banhar-me num

Remanso cristalino,

Lavar meu corpo

E minha alma...

Redescobrir-me

Como mulher...
.
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

sexta-feira, junho 01, 2007

Alma Divagante...




Olho aquela vela

Com sua luz

Bruxuleante

E comparo-a

Com minha alma

Divagante,

Que também

Vive oscilante,

Entre a realidade

E o sonho...
Copyright © jun /2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.

Um Pouco do Meu Amor


.
.
.
Se eu pudesse penetrar
.
.No teu coração,
.
Colocaria dentro dele
.
Um pouco do meu amor
.
E, mesmo esse pouco,
.
Seria suficiente
.
Para que me amasses
.
E ficasses comigo
.
Para sempre...
.
.
Copyright © jun/2007
By Valderez de Barros
All rights reserved.