/ Gritos de Minha Alma: Julho 2010

domingo, julho 25, 2010

Sem palavras




Não preciso de palavras...

Só preciso
.
Que me abraces forte,
.
Que encostes
.
Teu corpo ao meu,

Que olhes nos meus olhos,
.
Para que,

Na profundeza deles,
.
Eu encontre

O amor e a paz
.
De que minh'alma

Insegura e apaixonada
.
Tanto necessita.

Copyright © jul/2010
By Valderez de Barros
All rights reserved.

domingo, julho 18, 2010

Fragilidade




Como um aparentemente

Delicado e delgado junco,

Envergo-me aos açoites

Das tempestades da vida,

Mas, seguro-me,

Agarro-me com força

À minha fragilidade

E, flexível como ele,

Volto inteira do tombo,

Toco minha vida pra frente,

Sem medo, porque,

Ainda dessa vez,

Não me quebrei.


Copyright © jul/2010
By Valderez de Barros
All rights reserved.

terça-feira, julho 06, 2010

Meu poetar



A poesia está em mim
Na sua forma mais livre.
Meu poetar é simples,
Sem nenhuma pretensão
Além de satisfazer ao meu desejo
De expressar minhas emoções,
De deixar fluir meus
Sentimentos mais profundos,
Deixando minh'alma
Se derramar naturalmente
Em palavras escritas,
Assim como uma pequenina
Nascente de águas puras,
Que se desprende da Mãe Terra
E corre mansamente,
Quase sem ser percebida,
Seguindo seu curso.

Copyright © jul/2010
By Valderez de Barros
All rights reserved.